Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
Xerodermia xerose ou secura de pele

Sendo a Xerodermia uma constante na Síndrome de Sjögren, obviamente que não poderia passar ao lado deste tema.

A Xerodermia é uma manifestação exócrina e uma das mais frequentes na SS, resulta da disfunção das glândulas sebáceas e sudoríparas e é encontrada em cerca de 50% dos pacientes

 

Glândulas Sebáceas - Pequenas glândulas da pele que segregam uma substância lubrificante chamada sebo. As glândulas sebáceas abrem-se nos folículos pilosos ou directamente na superfície da pele. Encontram-se em maior quantidade no couro cabeludo, na face e no ânus.

 

Glândulas Sudoríparas -Pequenas glândulas situadas na camada profunda da pele que produzem suor. Cada glândula é formada por um tubo helicoidal onde o suor é segregado e por um tubo estreito que o leva à superfície da pele. Cada pessoa tem normalmente cerca de 3 milhões de glândulas sudoríparas.

Há dois tipos de glândulas sudoríparas – écrinas e apócrinas. As primeiras são as mais comuns, em especial nas palmas das mãos e nas solas dos pés; estas glândulas abrem-se directamente na superfície da pele. As segundas desenvolvem-se na puberdade, existem nas áreas com cabelos, em especial nas axilas, na púbis e à volta do ânus. Estas glândulas produzem uma substância celular, assim como suor.

Os pacientes com Xerodermia apresentam pele ressequida que pode ser de moderada a severa, sendo o principal sintoma associado, o prurido intenso (irritação incómoda, ou sensação de cócegas e picadas), que pode ser generalizado ou seja extensivo a toda a superfície da pele ou localizado (limitado a uma ou outra zona), acontecendo com maior incidência nas pernas e braços, podendo evoluir com escoriações cutâneas e hiper pigmentação, se coçar repetidas vezes. Há também queixas de sensação de queimadura na pele e rash cutâneo (exantema). A pele pode adquirir um aspecto áspero e se o acometimento for severo podem ocorrer fissuras que são passíveis de infecção.

Acontece frequentemente, aparecerem zonas de prurido intensas, de forma súbita, localizadas, especialmente durante mudanças de temperatura, após o banho ou até mesmo na hora de deitar.

A principal causa da pele seca é a inadequada humidade, originada pelo mau funcionamento das glândulas sebáceas. A pele normal é mantida húmida por uma substância oleosa produzida pelas glândulas sebáceas – o sebo - Composto por gorduras, o sebo lubrifica a pele, mantendo-a macia. No caso de SS, o mau funcionamento das glândulas sebáceas, não permite que a pele mantenha essa humidade necessária. No início a pele pode apresentar-se apenas enrugada, mas à medida que a secura aumenta, passa a apresentar descamação. Logo aparecem pequenas áreas duras como se fossem grãos de areia, nos braços, nos ombros, nas nádegas e no abdómen.

Geralmente a secura piora durante o Outono, o Inverno ou quando se ligam os aparelhos de aquecimento e ar condicionados. À medida que o ar da casa fica mais quente, a pele fica mais seca.

 

Cuidados a ter com a sua pele:

Os doentes com Xerodermia, necessitam ter alguns cuidados especiais com a sua pele a fim de a conseguirem manter hidratada e por conseguinte, evitarem as crises de prurido.

Os banhos quentes e demorados e as camisolas de lã, apesar de confortáveis, podem ressequir a pele e aumentar a sua vulnerabilidade.A água quente aliada ao uso de sabonetes de pH inadequado e o contacto com os tecidos sintéticos ou a lã, removem a camada de protecção natural da pele, que tem o seu pH modificado.

 

  • Então para começar deveremos diminuir a frequência dos banhos ou seja, não tomar mais do que um ao dia.
  • A água deverá ser morna e o banho rápido.
  • A hidratação da pele deve merecer uma atenção especial de nossa parte, principalmente se considerarmos que a insuficiência do factor de humectação promove a descamação do epitélio e o desgaste celular, sensibilizando as áreas afectadas. Para o efeito, deveremos hidratar a pele após o banho com cremes e óleos específicos, com a pele ainda húmida.
  • Não fazer uso de esponjas e evitar talcos e perfumes.
  • Preferir as roupas de algodão e não muito justas (com boa ventilação)
  • Lavagem das roupas com sabão neutro.
  • Se a secura for muito intensa, deverá aplicar um bom creme hidratante três a quatro vezes ao dia.
  • Utilize humidificador na divisão da casa, onde se encontra.
  • Não é aconselhável fazer hidromassagem.
  • Alguns pacientes com Sjögren, particularmente aqueles que também têm lúpus, são sensíveis ao sol e podem apanhar queimaduras severas, mesmo que apenas durante uma curta exposição ao sol, ou até, através de uma janela. Assim sendo, se é sensível ao sol, você necessita usar protector solar (pelo menos de factor 15), sempre que sai à rua e tente evitar a exposição ao sol, durante períodos longos.

    É meu desejo poder de alguma forma ajudar-vos, mas não devem esquecer que as informações contidas neste blog, são de carácter informativo, não devendo ser utilizadas para a realização de auto diagnóstico, auto tratamento ou auto medicação. Deverão sempre consultar um especialista!</p>


    Publicado por Tucha Santos às 13:33
    Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

    4 comentários:
    De marce ueno a 4 de Abril de 2012 às 16:00
    minha filha de cinco anos já nasceu com essa doença. já levei em vários dermatologistas, mas não acertaram ainda nenhum tratamento. peço-lhe que me ajude se puder.


    De nathalia a 9 de Fevereiro de 2011 às 13:27
    bom eu sou nathalia barth kleinkauf tenho 14 anos e eu tbm tenho essa doença para essa doença eu consigo amenisar ela bastante e que naum fika escamando e fika bonita com o seguinte creme LOÇÃO LANETE
    Todos que tem essa doença eu recomendo esse creme pelomenos para mimadiantou;


    De Leila Maria a 10 de Janeiro de 2011 às 00:57
    Estou pesquisando sobre xerodermia na pela, pós há mais ou menos uns 15 anos estou com vários sinais que estou com esse problema, hoje estou com 50 anos, a pele dos braços e pernas estão super secas, não consigo hidrata-la com nem um tipo de creme, e últimamente as coxas na parte frontal estão descamando, não muito, mas quando passo a mão sinto um alto relevo. Já fiz dosagem de T3 e T4 não deu enm uma anormalidade. Gostaria de uma opinião.


    De Juliana a 4 de Abril de 2014 às 23:18
    Gostaria do seu e-mail, pois sou estudante de Estética e estou fazendo um estudo de caso sobre paciente com Xerose, e eu estou com alguns protocolos de tratamentos!


    Comentar post

    Pesquisar neste blog
     
    ARTIGOS

    Abril 2010

    Agosto 2009

    Julho 2009

    POSTS RECENTES

    A Síndrome de Sjögren na ...

    Manifestações Neurológica...

    Produtos Biotène

    Conselhos aos portadores ...

    Xerodermia xerose ou secu...

    Informação Saliwell

    Quem foi Sjögren

    Que outros órgãos podem s...

    Projecto Saliwell – Esper...

    Manifestações oculares

    Falando ainda sobre Xeros...

    O que é Xerostomia

    Como chegar a um diagnóst...

    Mais acerca da Síndrome d...

    Que tipos de Sjögren exis...

    Alimentação do doente com...

    O que é a Síndrome de Sjö...

    Quando e como suspeitar q...

    POSTS MAIS COMENTADOS

    ÚLT. COMENTÁRIOS

    Oi Tucha! Como está? Sou do Brasil e fui diagnosti...
    Boa tardeFalou numa pasta de dentes e numa escova ...
    Por favor alguem de voces , tem desiquilibrio ,eu ...
    blogs SAPO
    subscrever feeds